Google+ Followers

quarta-feira, 29 de julho de 2015

Respostas de Deus a você...




Bom dia amigos, deixo aqui com vocês, algumas respostas de Deus para seus problemas:



Você diz: “Isso é impossível”

Deus diz: “Tudo é possível” (Lucas 18:27)

Você diz: “Eu já estou cansado”

Deus diz: “Eu te darei o repouso” (Mateus 11:28-30)

Você diz: “Ninguém me ama de verdade”

Deus diz: “Eu te amo” (João 3:16 e João 13:34)


Você diz: “Não tenho condições”

Deus diz: “Minha graça é suficiente” (II Corintos 12:9)



Você diz: “Não vejo saída”

Deus diz: “Eu guiarei teus passos” (Provérbios 3:5-6)



Você diz: “Eu não posso fazer”

Deus diz: “Você pode fazer tudo” (Filipenses 4:13)



Você diz: “Estou angustiado”

Deus diz: “Eu te livrarei da angustia” (Salmos 90:15)


Você diz: “Não vale a pena”

Deus diz: “Tudo vale a pena” (Romanos 8:28)


Você diz: “Eu não mereço perdão”

Deus diz: “Eu te perdoo” (I João 1:9 e Romanos 8:1)


Você diz: “Não vou conseguir”

Deus diz: “Eu suprirei todas as suas necessidades” (Filipenses 4:19)


Você diz: “Estou com medo”

Deus diz: “Eu não te dei um espírito de medo” (II Timóteo 1:7)


Você diz: “Estou sempre frustrado e preocupado”

Deus diz: “Confiai-me todas as suas preocupações” (I Pedro 5:7)


Você diz: “Eu não tenho talento suficiente”

Deus diz: “Eu te dou sabedoria” (I Corintos 1:30)


Você diz: “Não tenho fé”

Deus diz: “Eu dei a cada um uma medida de fé” (Romanos 12:3)


Você diz: “Eu me sinto só e desamparado”

Deus diz: “Eu nunca te deixarei nem desampararei” (Hebreus 13:5)


Fiquem com Deus,

Abraços

terça-feira, 14 de julho de 2015

O jogo não está terminado





           Em 1929, num campeonato de futebol americano, o Georgia Tech enfrentava o time da Universidade da Califórnia. Durante a partida, um dos jogadores tomou a bola, mas, confuso, correu na direção errada, marcando um gol contra o próprio time. No intervalo, os jogadores dirigiram-se para o vestuário, antecipando o que o técnico iria dizer. O moço que cometera o engano colocou uma toalha ao redor da face. Chorava em soluços, envergonhado.
          Quando o time se preparava para voltar ao campo, para o segundo tempo, o técnico surpreendeu a todos, anunciando que a mesma formação seria mantida. Os mesmos jogadores voltariam para o fim da partida. Todos deixaram o vestiário, exceto o autor do vexame. Ele não se atreveria. O técnico olhou para trás, viu que o rapaz continuava em lágrimas e o chamou. "Técnico", disse o jovem com a voz embragada, "não posso mais jogar. Eu o envergonhei e trouxe desgraça para o time. Não posso enfrentar os torcedores novamente." Então o técnico colocou o braço no ombro do rapaz e disse: "Levante-se e entre em campo. O jogo está apenas na metade."



"Não te mandei eu? Sê forte e corajoso; não temas, nem te espantes, porque o SENHOR, teu Deus, é contigo por onde quer que andares." Josué 1:9


quarta-feira, 1 de julho de 2015

Existência de Deus



                     Um homem orava com tanto fervor e com tanto carinho, toda noite. Certa vez o rico chefe da grande caravana chamou-o a sua presença e lhe perguntou:
           – Por que oras com tanta fé? Como sabes que Deus existe, quando nem ao menos sabes ler? O crente fiel respondeu:
           – Grande senhor, conheço a existência de nosso Pai Celeste pelos sinais Dele.
           – Como assim? – indagou o chefe, admirado.
          O servo humilde explicou-se:
          – Quando o senhor recebe uma carta de pessoa ausente, como reconhece quem a escreveu?
          – Pela letra.
          – Quando o senhor recebe uma joia, como é que se informa quanto ao autor dela?
          – Pela marca do ourives. O empregado sorriu e acrescentou:
          – Quando ouve passos de animais, ao redor da tenda, como sabe, depois, se foi um carneiro, um cavalo um boi?
          – Pelos rastros – respondeu o chefe, surpreendido. Então, o velho crente convidou-o para fora da barraca e, mostrando-lhe o céu, onde a Lua brilhava, cercada por multidões de estrelas, exclamou, respeitoso:
         – Senhor, aqueles sinais, lá em cima, não pode ser dos homens! Nesse momento, o orgulhoso caravaneiro, de olhos lacrimosos, ajoelhou-se na areia e começou a orar também.